junho 09, 2017

[Resenha] O Gigante Enterrado

Oi pessoal!
Desde que eu voltei com o blog que estou querendo postar de novo, mas a preguiça ou falta de vontade, como queiram, sempre é maior. Resolvi olhar no meu caderno de resenhas para ver se já tinha alguma coisa pronta e acabei encontrando uma que ainda não publiquei. Venham então saber como foi a leitura de: O Gigante Enterrado

Esse livro chamou minha atenção desde o título. Depois de ler a sinopse então precisava desvendar o mistério da nevoa que faz as pessoas perderem a memória.

Sinopse: Uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento. Uma população desnorteada diante de ameaças múltiplas. Um casal que parte numa jornada em busca do filho e no caminho terá seu amor posto à prova - será nosso sentimento forte o bastante quando já não há reminiscências da história que nos une? Épico arturiano, o primeiro romance de Kazuo Ishiguro em uma década envereda pela fantasia e se aproxima do universo de George R. R. Martin e Tolkien, comprovando a capacidade do autor de se reinventar a cada obra. Entre a aventura fantástica e o lirismo, "O gigante enterrado" fala de alguns dos temas mais caros à humanidade: o amor, a guerra e a memória. - Fonte: Skoob

É muito esquisito mesmo como o mundo está esquecendo das pessoas e das coisas que aconteceram ontem ou anteontem. É como se uma doença tivesse contagiado a todos nós.

Em uma Grã-Bretanha de muitos anos atrás, acompanhamos a viagem de Axl e Beatrice para encontrar o filho que há muito tempo não veem. Em uma paisagem rupestre viajamos juntos com o casal de idosos em sua jornada enquanto um clima tenso entre os bretões e saxões se desenvolve.

Axl fazia questão de que a esposa fosse em frente, pela simples razão de que praticamente todos os monstros ou espíritos malignos que eles poderiam encontrar costumavam atacar a presa posicionada na retaguarda do grupo - da mesma maneira que, suponho, um grande felino persegue o antílope que está no final da manada.

maio 29, 2017

É bom voltar...

Não estou com vontade de fazer aqui um post explicando o motivo do meu sumiço nem da minha volta, assim como não estou com vontade de levar o blog da maneira rígida com que eu fazia. Isso só me trouxe estresse e a sensação de que eu nunca iria conseguir fazer postagens boas. De agora em diante vou publicar o que me der vontade. Talvez sejam posts diários, talvez fique alguns dias sem postar, afinal, a intenção não é um blog como fonte de renda (claro que se os anúncios derem dinheiro não vou reclamar), mas quero usar esse espaço para compartilhar o que eu gosto e nada além disso. Quem tiver os mesmos gosto que eu vai se identificar bastante, quem não tiver vai poder conhecer várias coisas novas.

Espero que vocês tenham gostado do novo visual e que gostem do que vem por aí!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...