março 31, 2013

Feliz Páscoa \o/


Desejo que todos os amigos do Mente Hipercriativa tenham uma excelente Páscoa recheada com muito chocolate e livros! 
Que Deus abençoe todos vocês!

E lembrem-se:
Mantenha a Calma, leia livros e comam chocolate.

março 27, 2013

[Tag] Te conhecendo melhor



Olá! 
Nossa, como estou atrasada com memes, tags e afins.
Eu pensei em seguir a ordem na qual eu os recebi, mas são tantos que não acho que isso será possível. Resolvi então escolher um, responder e pronto! Simples assim!

Essa TAG foi presente da Pâm, a fofa do blog Intrerrupted Dreamer. Ela me trouxe boas lembranças de quando o blog nasceu e por isso escolhi essa Tag para compartilhar com vocês!

Vamos às perguntas e respostas!!

1 - Como escolheu o nome do blog?
O nome veio do meu excesso de criatividade. Senso comum sempre foi algo estranho pra mim. Sempre me achei meio diferente, mas prefiro usar a palavra criativa, ao invés de estranha, para me definir.

2 - Há quanto tempo tem seu blog?
Faz três anos dia 28 de Junho.

3 - Como você divulga seu blog?
Nos comentário que deixo em blogs, pelo Facebook, Twitter... Já cheguei até a imprimir cartões de visita com o link dele!
Conheça a página do blog no Facebook: [Blog] MenteHipercriativa

4 - Quais assuntos têm mais visualizações em seu blog?
As curiosidades. Em segundo vem às postagens relativas à série Harry Potter.

março 25, 2013

Assim Começa o Livro…

[ ... assim começa o livro intitulado ... ]


Conheçam o outro livro (AEcM12) do mesmo autor e saibam como adquiri-lo!:

março 20, 2013

Welcome Autumn and Happy Birthday, David!


De agora em diante o clima começa a ficar mais agradável por aqui.
Se tudo der certo, nada mais daquelas ondas de calor.
Só em pensar nisso já fico muito feliz!!

O Outono aqui no Brasil não é como eu sonho, mas qualquer refresco já é melhor do que aquele derretimento provocado pelo verão. A gente não consegue ler, escrever, ver televisão, ficar no computador, respirar.... tudo é mais difícil com o calor (pelo menos é para mim).

Para começar bem a estação, trouxe algumas imagens de como é o Outono, ou pelo menos como eu imagino, ou gostaria que fosse.

       - Roupas aconchegantes
       - Bebidas quentes
       - Tempo frio
       - Cachecóis e luvas
       - Fogueiras
       - Noites de filme
       - Folhas mudando de cor
       - Longos passeios no friozinho

março 18, 2013

[É assim que começa...] O Circo da Noite

Vi essa coluna no blog da Marina (Ler, Imaginar e Criar) e no blog da Carol (Irreparável) e achei muito interessante, por isso resolvi trazê-la aos leitores do Mente Hipercriativa. A dinâmica é muito simples. Você escolhe um ou alguns livros e apresenta aos leitores uma parte de seu início.

Às vezes é logo nas primeiras linhas que nos apaixonamos.

Esse livro não foi um caso de amor logo nas primeiras linhas, apesar de serem muito interessantes e aguçar a vontade da leitura. Em algumas partes o livro vai bem devagar e eu queria logo saber onde tudo aquilo iria terminar. Não desistir de ler e não me arrependi! O final é perfeito! E lindo! Quase chorei quando cheguei lá. Sabe quando você chega no final de um livro, respira profundamente e fala: "Nossa!" O Circo da Noite é esse tipo de livro!


Conclusão: Eu me apaixonei pelo livro! Já escrevi a resenha (clique para ler) E o primeiro "Trechos de Quarta" (leia o trecho) que eu publiquei no blog foi desse livro. Há críticas negativas sobre esse livro pela internet e eu lamento não terem adaptado ele para o cinema, mas isso não diminui o apreço que eu tenho pela estória. Mas, vamos ao que interessa. É assim que começa...

março 11, 2013

[Resenha] Garotas de Vidro

Já faz um tempo que li esse livro e a melhor palavra para descrevê-lo é: intenso. Nele acompanhamos a história de Lia, uma adolescente obcecada pela magreza. Mesmo já sendo muito magra ela não se sente satisfeita com seu corpo e uma virada em sua vida faz tudo piorar. Sua amiga, Cassie, é encontrada morta, sozinha, em um quarto de motel depois de ter ligado para Lia por 33 vezes.
Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laure Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.
O texto, em primeira pessoa nos imerge no dia a dia de Lia, sua obsessão com as calorias de cada alimento e sua insatisfação com o próprio corpo o que a leva a um quadro sério de autodesprezo.
:: Estúpida/feia/estúpida/vaca/estúpida/gorda/estúpida/criançona
/estúpida/perdedora/estúpida/perdida:: (Pág.62)
Acompanham Lia nessa história seus pais, Chloe e David. Eles, no entanto não vivem juntos e a garota tem uma madrasta, Jennifer e uma meia-irmã, Emma. Lia mora com o pai e não se dá muito bem com a mãe mais controladora que, talvez por ser médica, é mais atenta às tentativas da filha de ficar sem comer.

A anorexia de Lia não surge de uma hora para a outra. Durante o livro, com as descrições dela sobre seu relacionamento com a amiga Cassie e principalmente com os pais, mostra como ela chegou a ficar tão doente.
Minha mãe ficou grávida. Meu pai se casou com ela. Eles já não se suportavam mais quando eu nasci. Eram deuses aleatórios que acasalaram perto de um mar escuro como o vinho. Eles deviam ter me transformado em um peixe ou uma flor quando tiveram a chance. (Pág.75)
Não é só a briga constante dos pais que faz Lia se sentir mal a ponto de desenvolver a anorexia. Isso ajuda bastante, mas vai um pouco além. Entretanto, se eu contar muitos detalhes, acabo entregando a história toda.

A amizade com Cassie estava abalada quando ela morreu, mas as duas eram amigas de longa data. Desde que o Sr. e a Sra. Parrish se mudaram com a filha para uma casa de frente para a casa de Lia. A relação de Cassie com os pais também não era das melhores e essas desavenças familiares só serviu para unir as meninas.
Eu a ouvia por horas quando seus pais gritavam e tentavam enfiar a garota em uma carapaça de manequim que não servia para ela. Eu entendi o que provocava os terremotos dela, a maioria deles. Eu sabia como machucava ser filha de pessoas que não conseguem te enxergar, nem se você estiver na frente deles, pisando nos seus pés. (Pág.15)

Cassie também desenvolveu problemas com a balança. No caso dela, a bulimia é que lhe era companheira na busca do “corpo perfeito”.

Outra pessoa que aparece na história é Elijah. Ele é zelador do motel onde Cassie morreu e está querendo passar uma mensagem dela para Lia. A garota, no entanto decide não se identificar para ela, pois está se sentindo culpada por não ter atendido nenhuma das 33 chamadas em seu celular. A amizade que nasce entre os dois é bonita, mas quão longe pode ir uma relação que já começa com mentiras?

A doutora Nancy Parker é a terapeuta que dá apoio psicológico à Lia, desde que ela saiu de sua primeira internação em uma prisão clínica de reabilitação. Ela parece mais irritada do que feliz em suas sessões de terapia.
Eu abri minha boca durante as primeiras consultas e dei a ela uma chave para abrir minha cabeça. Um erro gigantesco. Ela trouxe sua lanterna e um capacete de proteção e muitas cordas para passear através de minhas cavernas. Ela colocou minas terrestres em meu crânio que detonaram semanas depois. Eu disse a ela que estava chateada por que ela estava movendo coisas em torno de meu cérebro sem permissão. Ela me sabotou, então toda vez que eu tinha um pensamento simples como, Física é um desperdício de tempo, ou que eu preciso cobrar meu telefone, ou que não deve ser tão difícil aprender japonês - a irritante pergunta do inferno apareceu - Por que você pensa assim, Lia?(Pág. 113)

No livro também somos apresentados a um blogsupersecreto como a própria Lia chama, onde outras meninas, com o mesmo problema que ela e Cassie, trocam mensagens de apoio para continuar sua luta por um padrão inalcançável.

Ganhei 200g entre o café da manhã e depois da escola.
Só água pra mim o resto do dia, e amanhã começo o jejum de novo.
Amo vocês, garotas! (Pág.110)
***
Tento manter minha ingestão de calorias sob 500.
Qualquer coisa a mais é inaceitável. (Pág. 126)
***
Preciso de uma amiga pra trocar mensagens no celular amanhã, quando estiver de jejum. Por favor, me ajudem! (Pág.171)
 ***

Esse livro é forte. A autora consegue te dar a sensação de estar ao lado de Lia enquanto ela passa por seus problemas. Por isso eu disse que intenso, é uma palavra que o define bem. Apesar de bem forte, eu recomendo que todos leiam. Principalmente os pais que, muitas vezes, só percebem um problema desses quando ele já está fora de controle. Mais ainda, esse livro mostra aos pais o quanto seus atos afetam seus filhos. Mesmo que a intenção deles seja o bem dos filhos, uma discussão na presença deles pode surtir o efeito totalmente contrário. Assim como incentivar um filho a tirar boas notas, ou se destacar uma atividade física tem que ser feito, mas de forma moderada ou o excesso de pressão pode deixá-lo desmotivado e se achando inferior a cada frustração.

Eu adorei ter lido Garotas de Vidro. Não posso me esquecer de dizer que a capa e o interior do livro são lindos. As pausas entre os acontecimentos, a forma como o passado da Lia aparece de forma destacada evitando aquele texto confuso, e alguns recursos como o texto riscado nos envolve ainda mais na história como se estivéssemos lendo o diário e uma garota com problemas.

Afeiçoei-me bastante a Lia e torci por ela das primeiras até a última página. Apesar de ser uma ficção, Laurie Anderson explica nos agradecimentos que a história não foi baseada na história de uma garota em específico, com as pesquisas que ela fez tenho certeza que existem muitas "Lias" e "Cassies" por aí e eu torço de coração para que elas se recuperem logo.

Garotas de Vidro (Winter Girls)
Autora: Laurie Halse Anderson
Páginas: 272
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Link do livro no Skoob: Garotas de Vidro

março 08, 2013

[Curiosidade] Dia Internacional da Mulher

O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.
No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920, mas a data foi esquecida por longo tempo e somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.

março 06, 2013

Caixa de Correio #2 - Especial: Amigo Secreto

Oi pessoal!!! 
O post de hoje também é bastante especial! Chegou ontem pelo correio o presente da minha amiga secreta Gabriella do blog Vida de Bookaholic!! Visitem o blog dela!! Eu sigo e recomendo!!

Para quem não sabe, nós da Ordem dos Blogueiros, realizamos um amigo secreto no final do ano passado. Foi uma forma excelente criada para gerar mais integração entre nosso grupo de (agora amigos) blogueiros. Recebi o convite da blogueira e escritora Luene, do blog Instituição para Jovens Prodígios (saiba mais detalhes da obra da Luene aqui) e fiquei muito feliz em participar.

Bom, mas agora vamos aos presentes!!

O pacote chegou são e salvo ontem à minha casa (sempre tenho medo quando minhas coisas estão nas mãos dos correios. Depois que eles dobraram uma foto enorme da Jorja Fox para que coubesse na caixinha do correio sendo que eles poderia ter jogado para dentro do portão sem amassar, sinto calafrio só de postar alguma coisa, quando mais um livro!) Mas ele sobreviveu!! Também, a Gabriella sabe como embalar uma encomenda!!

Recebi muitas coisas! Lindos marcadores de página (a maioria feita por ela mesmo! muito talentosa!), dois bloquinhos com marcadores auto-adesivos, um clipe com uma linda flor na ponta, uma cartinha muito fofa (amei te conhecer melhor, viu!) e um livro! (que ela escolheu da minha lista de desejados do Skoob!! Não tinha como eu não gostar!!)

Vejam as fotos:

março 02, 2013

[É assim que começa...] Harry Potter

Vi essa coluna no blog da Marina (Ler, Imaginar e Criar) e no blog da Carol (Irreparável) e achei muito interessante, por isso resolvi trazê-la aos leitores do Mente Hipercriativa. A dinâmica é muito simples. Você escolhe um ou alguns livros e apresenta aos leitores uma parte de seu início. 
Às vezes é logo nas primeiras linhas que nos apaixonamos.
Visitando alguns blogs, percebi que muitas pessoas ainda não leram a série Harry Potter (como assim???). Pois é... o mundo não é feito de Potterheads... (que pena...), mas talvez isso tenha conserto! (he, he). Eu recomendo fortemente a leitura da série toda, mas vou apresentar aqui nesse primeiro post da coluna o início de cada um dos sete livros para que o leitor, que já conhece a estória pelos filmes, escolha por onde começar! Quem não leu nem assistiu aos filmes recomendo preferencialmente a leitura do primeiro ao último na ordem.
Harry Potter e a Pedra Filosofal
O menino que sobreviveu - O Sr. e a Sra. Dursley, da Rua dos Alfeneiros, nº 4, se orgulhavam de dizer que eram perfeitamente normais, muito bem, obrigado. Eram as últimas pessoas no mundo que se esperaria que se metessem em alguma coisa estranha ou misteriosa, porque simplesmente não compactuavam com esse tipo de bobagem.
Harry Potter e a Câmara Secreta
O pior aniversário - Não era a primeira vez que irrompia uma discussão à meda do café da manhã da rua dos Alfeneiros número 4. O Sr. Válter Dursley fora acordado nas primeiras horas da manhã por um pio alto que vinha do quarto do seu sobrinho Harry.
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
O correio-coruja - Harry Potter era um menino bastante fora do comum em muitas coisas. Para começar, ele detestava as férias de verão mais do que qualquer outra época do ano. Depois, ele realmente queria fazer seus deveres de casa mas era obrigado a fazê-los escondido, na calada da noite. E, além de tudo, também era bruxo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...